Passado Anterior

Ana Jotta
pas de deux
quando cheguei, 2017
O Gabinete apresenta pas de deux de Ana Jotta, uma exposição das séries de gravura que a artista produziu recentemente com a MeelPress. Das exposições de Ana Jotta (Lisboa, 1946) destacam-se a retrospectiva Rua Ana Jotta, Museu de Serralves, Porto, 2005; e as individuais A Conclusão da Precedente, Culturgest, 2014 ; TI RE LI RE, Centro de Arte Contemporânea de Ivry, e pɔːtjuˈgiːz ˈhændikrɑːft, Etablissement d'en face, Bruxelas, ambas no ano passado. Prémio AICA, em 2014 e Grande Prémio EDP, em 2013, a sua obra integra diversas colecções de referência nacionais e estrangeiras, entre elas, CAM–Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação de Serralves, Caixa Geral de Depósitos, Fundação EDP, Fundación ARCO, Madrid e Frac Îlle de France. Em 2017, foi distinguida com o prémio Rosa Schapire da Kunsthalle Hamburg (tenacidade e independência).