Lançamento de edições de Rui Moreira e livro de Antonio Dias
Rui Moreira, Sem título, 2016

O Gabinete apresenta duas novas edições de Rui Moreira e o livro de artista de Antonio Dias Galáxias.
No período em que Rui Moreira era aluno do Ar.Co, uma escola de arte em Lisboa, desenvolveu esculturas, ou instalações que possuíam uma forte componente performativa. Instaladas em lugares ermos ou remotos, pareciam implicar, ou propor, ações por parte de eventuais usufrutuários daquelas estranhas construções. Edificadas clandestinamente, de facto só existiriam como imagem fotográfica. Dessas imagens, esculturas por outra via, Rui Moreira recuperou agora duas: uma de um candeeiro instalado numa plataforma no meio do Tejo e outra da desmontagem de uma paradoxal torre com uma prancha de saltos.
São estas as duas edições que o Gabinete agora apresenta, recuperando a estranha poética deste período da obra de Rui Moreira.
Rui Moreira (1971) vive e trabalha em Lisboa. Estudou no Ar.Co e na School of the Art Institute of Chicago. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e actualmente é Professor de Desenho no Centro de Arte e Comunicação Visual em Lisboa.
Antonio Dias (1944) vive e trabalha no Rio de Janeiro. Estou desenho e trabalhou como desenhador gráfico e de arquitectura. Foi bolseiro da Simon Guggenheim Foundation em Nova Iorque, do Deutscher Akademischer Austausch Dienst – DAAD em Berlim e professor na Staatliche Akademie der Bildenden Künste.
No início dos anos 70, Antonio Dias idealizou, a partir do poema “Galáxias” de Haroldo de Campos (1929-2003), um livro-instalação com o mesmo título. Quarenta anos depois a editora Lucia Bertazzo realiza a produção da edição, que consiste em 93 exemplares numerados e assinados pelo artista. A obra é composta por uma caixa revestida por tecido com pinturas de galáxias e, no seu interior, contém dez caixas menores, que quando abertas, revelam objectos; no total são 32 peças.